Selfies Perigosas: Valem a vida?


(Fonte: Revista Época, Experiências Digitais)

Tirar aquela selfie invejável na beira de um abismo certamente vai fazer bombar seu Insta ou Facebook. Mas até quando esse risco vale a pena?

No último dia 12, uma turista de 38 anos perdeu a vida ao se arriscar para tentar tirar uma foto em um penhasco de 80m no Parque Nacional Grampians, em Victoria, na Austrália. Para tentar fazer a foto, ela ultrapassou as barreiras de segurança e acabou por tropeças e cair de uma altura equivalente a um prédio de 27 andares.

O último estudo sobre casos de mortes por selfies feito pela US National Library of Medicine constatou a morte de 259 pessoas no mundo entre 2011 e 2017, cinco vezes mais do que pessoas que sofrem ataque de tubarão, segundo a publicação indiana “Journal of Family Medicine and Primary Care”.


Mirante no Parque Nacional Grampians, onde uma turista perdeu a vida

Outro estudo bastante elaborado feito pelo estudante Hemank Lamba e uma equipe na Universidade americana Carnegie Mellon em Pittsburgh, nos Estados Unidos, chamada “Eu, eu mesmo e meu “kilfie” (trocadilho com a palavra “kill”, matar em inglês e “selfie”) constatou 127 mortes causadas por selfies entre março de 2014 e novembro de 2016 e está mapeando os locais e as causas das mortes em vários lugares do mundo. No estudo, 76 mortes ocorreram na índia, 9 no Paquistão, 8 nos Estados Unidos e 6 na Rússia.


Selfie no Forte Ratangad, na Índia

Um aplicativo está sendo desenvolvido pelo estudo de Hemank, com finalidade de se evitar perigos com as selfies. Ainda em fase de testes, segundo o Portal BBC, o aplicativo deverá identificar situações de risco quando alguém está tirando foto e alertá-lo. Isto feito com uma combinação de serviços de localização e reconhecimento de partes de imagem que vão sugerir o local inseguro.

Devido aos problemas recorrentes com acidentes envolvendo selfie na Índia, por exemplo, para combater a prática, a cidade de Mumbai criou as chamadas “no-selfies-zones” (áreas proibidas para tirar selfies).

Certamente existem muito mais casos de mortes e acidentes envolvendo selfies no mundo inteiro, que não fazem parte dos registros oficiais de pesquisas.

No Brasil existem registros de muitos acidentes em decorrência de selfies. Em 2017, em um intervalo de tempo de apenas 2 dias, dois jovens morreram em decorrência de selfies: um jovem de 15 anos foi atingido por um trem na Estrada de Ferro Vitória-Minas em Governador Valadares enquanto fazia selfies nos trilhos. O outro acidente ocorreu na cidade de Jaboticabal, interior de São Paulo: um jovem de 19 anos, fazia uma selfie com o corpo para fora em um carro em movimento e sua cabeça bateu em uma árvore.

Em abril deste ano, uma jovem de 23 anos caiu do topo de uma cachoeira em Belo Vale, região central de Minas Geral, onde praticava escalada com os amigos. Ao tentar registrar uma selfie próximo a uma queda, escorregou e caiu na água.

A grande maioria das mortes e acidentes é provocada por quedas em penhascos e topos de prédios, para impressionar seus seguidores. Mas existem também muitos registros de acidentes em linhas de trens, cachoeiras, afogamentos entre outros motivos. Todos resultados de uma confiança excessiva e certeza de que nada mais acontecerá do que uma perfeita selfie!

Alguns insanos da Selfie


Kirril Oreshkin em uma de suas selfies. (Fonte: El País)

Kirril Oreshkin foi um russo que possui pouco mais de 17.900 seguidores no Instagram. Costumava fazer fotos em cima de edifícios. Era praticante do rooftopping, um esporte pendurar sua própria vida em todos os tipos de bordas em paredes e muros. Morreu em 2015, depois de cair de um edifício.


Wu Yongning (Fonte: R7)

O chinês Wu Yongning, de 26 anos foi conhecido como “homem-aranha” por suas fotos arriscadas e sem utilização de equipamentos de proteção. Tinha mais de um milhão de seguidores em sua rede social. Wu aceitou o desafio de subir o maior prédio de Changsha por um prêmio de quase R$ 300 mil, mas infelizmente não completou o feito: faleceu em 2017 escorregando ao tentar completar este desafio.


Lee Thompson no Cristo Redentor-RJ (Fonte: Diário Gaúcho)

Lee Thompson, fundador de uma companhia de viagens britânica, com autorização especial da secretaria de turismo do Rio de Janeiro, escalou o Cristo Redentor pelas escadas internas de manutenção e registrou imagens incríveis, porém de alto risco, pois não utilizou nenhum tipo de equipamento de segurança.

George Kourounis é um fotógrafo aventureiro, explorador e apresentador de televisão. Em janeiro de 2005 fez imagens sobre lavas da cratera do ativo Vulcão Erta Ale, no deserto da Etiópia.

Twiter @georgekourounis

Angela Nikolau é filha de um dos trapezistas mais famosos em Moscou e possui mais de 820 mil seguidores no Instagram. Ela e seu namorado têm inúmeras fotos em guindastes e altos edifícios.


Angela Nikolau e Ivan Beerkus. (Fonte: JungleUP)

A mania de se tirar selfies perigosas atrai em discussão de qual seria realmente o sentido para tal feito. Claro que o motivo principal é atrair a atenção do público em geral e obter a maior quantidade de visualizações e curtidas em suas redes sociais. Sabemos que a busca pelo reconhecimento e autoafirmação é de fato, algo cada vez mais recorrente, principalmente pela necessidade contínua de atenção, muitas vezes ocasionada por falta de segurança e por um mundo cada vez mais individualizado, devido às tecnologias.


(Fonte: BBC.com)

Mas a questão que fica é: até que ponto podemos chegar ao perigo extremo, a ponto de arriscar a própria vida? As pessoas, por uma selfie, acabam perdendo o limite do tolerável. E o intolerável os levam aos acidentes e até mesmo a morte.

Façam sim suas selfies incríveis, em paisagens exuberantes, mas nunca deixem de prezar algo fundamental: SUA SEGURANÇA e SUA VIDA! Porque de nada valerá uma foto sensacional se você não estiver aqui para publicá-la e usufruí-la, certo? Sua vida e sua segurança sempre em primeiro lugar! Não se esqueça! Ame-se em primeiro lugar e não se esqueça das pessoas que te amam também!



Bibliografia:


https://canaltech.com.br/camera/10-selfies-perigosas-e-extremas-49269/


https://canaltech.com.br/bizarro/6-situacoes-em-que-as-selfies-acabaram-em-morte-67851/


https://bhaz.com.br/2017/08/13/jovem-morte-selfie-interior-sao-paulo/


https://veja.abril.com.br/blog/modo-aviao/10-dos-lugares-mais-perigosos-do-mundo-para-fazer-selfies/


https://www.bbc.com/portuguese/geral-45750323


https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2020/04/11/jovem-morre-apos-sofrer-queda-de-50m-de-altura-ao-tentar-tirar-selfie-em-cachoeira.ghtml


http://stormchaser.ca/Bio.html


https://noticias.r7.com/hora-7/fotos/chines-filma-a-propria-morte-durante-escalada-em-arranha-ceu-16062018#!/foto/1


https://g1.globo.com/mundo/noticia/chines-famoso-por-se-arriscar-em-topos-de-predios-morre-ao-cair-de-62-andar.ghtml


https://www.bol.uol.com.br/listas/20-selfies-tragicas-que-nao-acabaram-nada-bem.htm


https://veja.abril.com.br/blog/modo-aviao/10-dos-lugares-mais-perigosos-do-mundo-para-fazer-selfies/

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo