Montanhas do Brasil



Há quem diz que no Brasil não existem montanhas, tendo como fundamento e base, o processo de formação das montanhas, chamado orogênese, que formam dobramentos modernos na crosta terrestre devido aos movimentos horizontais das placas tectônicas. Como no Brasil estas placas não existem, afirmam que no Brasil não existem montanhas.



Serra do Mar (Fonte: G1)


Porém, segundo a definição de montanha pela Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) nº 303, de 20 de março de 2002, trata-se de uma elevação do terreno com altura, da base da montanha até seu ponto mais alto, superior a 300 metros. Então, podemos afirmar que existem montanhas no Brasil!


Serra da Mantiqueira (Fonte: site Oficina de Textos; foto de Silvio Serrano)


As montanhas que existem no Brasil têm formação muito antiga, datada há bilhões de anos atrás. São dobramentos antigos que sofreram desgastes por agentes externos ao longo dos anos. Um processo chamado epirogênese, onde ocorrem movimentos verticais de soerguimento e processos erosivos: assim formaram-se as montanhas no Brasil, como a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira. Devido a este processo, alguns granitos formados a 30 quilômetros abaixo da terra, hoje afloram na Serra do Mar a mais de 1.800m de altitude.


A única cordilheira existente no Brasil é chamada Serra do Espinhaço, em Minas Gerais, estado mais montanhoso do Brasil. O nome da cordilheira foi dado por um naturalista e geólogo alemão chamado Wilheilm Ludwing von Eschwegw, que percebeu que esta cadeia de montanhas, apresentando pouca variação longitudinal, tem o formato quase que em linha reta, formando algo parecido com uma espinha ou coluna vertebral.


Serra do Espinhaço (Fonte: site Montanhas do Espinhaço)



Fator PROEMINÊNCIA


A proeminência topográfica é um conceito utilizado pelos geólogos para a classificação de colinas e montanhas: é o desnível entre o cume e a mais baixa curva de nível que o inclua. Devido a este fator, muitos cumes secundários não estão na lista oficial de montanhas.


OUTROS TERMOS GEOGRÁFICOS


Morro – elevação natural com até 300m de altura


Pico – Ponto mais elevado de um morro, montanha ou serra


Serra – conjunto de montanhas com altitudes que variam de 400 a 3.000m, com terrenos acidentados, muitos picos e fortes desníveis. Ex: Serra do Mar e Serra da Mantiqueira


Cordilheira – cadeia de montanhas com área muito mais extensa, formadas, principalmente pelo choque de duas placas tectônicas. Ex: Alpes e Cordilheira dos Andes


MONTANHAS MAIS ALTAS DO BRASIL

(Altitudes com base na medição feita por satélite – GPS – pelo IBGE em 2004 e revisada em função de novos dados de geóide em 2016)


As alturas das montanhas no Brasil são definidas oficialmente pelo IBGE, oficializadas após publicação no Diário Oficial. Segue a lista das montanhas mais altas do Brasil:


1º) Pico da Neblina (2.995,3m)


Pico da Neblina (Fonte: Blog da Escalada)


Situado no norte do Amazonas, dentro da reserva natural dos índios ianomâmis chamada de Parque Nacional do Pico da Neblina, o pico mais alto do Brasil fica na Serra do Imeri, em Santa Isabel do Rio Negro, nas proximidades com a fronteira da Venezuela. Possui este nome porque o topo da montanha fica encoberto pela neblina na maior parte do tempo.


A primeira aferição oficial da altitude do pico da Neblina foi realizada pela PCDL (Primeira Comissão Demarcadora de Limites/Comissão Mista Brasileiro/Venezuelana Demarcadora de Limites em 30 de março de 1965, onde através de um teodolito e um barômetro, chegou-se à marca de 3.014m de altitude. Mais tarde, em 2004, o cartógrafo Marco Aurélio de Almeida Lima, através de um GPS profissional de alta medição, determinou que o pico era 20 metros mais baixo do que foi medido anteriormente, tornando assim o Brasil sem nenhum ponto em seu território acima de 3.000 metros de altitude. Em 2015, houve um novo mapeamento do território brasileiro e os dados do GPS obtidos anteriormente foram recalculados, alterando a altitude oficial do pico da Neblina para 2.995,3m.


2º) 31 de Março (2.974,18m)


Pico 31 de março, à frente do Pico da Neblina (Fonte: Clube dos Aventureiros)


Inserido também dentro do Parque Nacional do Pico da Neblina, o pico 31 de Março fica a 687m de distância do Pico da Neblina, ambos com acesso limitado devido a reserva dos índios ianomâmis. O segundo ponto mais alto do Brasil possui um relevo menos acidentado que o Pico da Neblina e sua trilha é longa e desgastante, com clima bastante úmido devido à densa selva amazônica.


3º) Pico da Bandeira (2.891,32m)


Pico da Bandeira. (Fonte: site www.turismoaltocaparao.com.br)



Cruz localizada no alto do Pico da Bandeira (céu encoberto quando fui... :( )


Localizado na Serra do Caparaó, dentro do Parque Nacional do Caparaó (divisa entre Espírito Santo – 70% e Minas Gerais- 30%), o pico da Bandeira era considerado o ponto mais alto do Brasil antes da aferição oficial do Pico da Neblina e do pico 31 de março em 1965. É a montanha brasileira com maior isolamento topográfico, com 2.344km, ou seja, não há nenhum outro ponto com a mesma ou com maior altitude a esta distância, medida em círculo máximo.


O nome Bandeira veio da época imperial (por volta de 1859), quando o imperador D. Pedro II determinou que fosse colocado uma bandeira naquele ponto que era considerado na época o mais alto do Brasil.


Segundo o IBGE, o Pico do Calçado (2.849m) é considerado um cume secundário do pico da Bandeira, e não uma montanha separada, por razões de proeminência topográfica. Ele fica a aproximadamente 1km em linha reta do Pico da Bandeira.


4º) Pedra da Mina (2.798,06m)


Pedra da Mina. (Fonte: Wickpédia)


A quarta maior montanha do Brasil é a Pedra da Mina e fica na Serra da Mantiqueira, divisa entre os Estados de São Paulo (Queluz e Lavrinhas) e Minas Gerais (Passa Quatro). É a montanha mais alta do Estado de São Paulo e a segunda maior do Estado de Minas Gerais.


Lindo tapete de nuvens visto da Pedra da Mina!


A Pedra da Mina faz parte de uma das travessias mais difíceis e encantadoras do Brasil: a Serra Fina, constituída por 12 picos acima dos 2.600m de altitude. Como toda a Serra Fina, a Pedra da Mina é composta de sienito nefe línico, material altamente alcalino e facilmente erodida. Acredita-se que ela é a mais alta montanha do continente americano formada por este material, e possivelmente do mundo.


A primeira subida ao cume documentada foi feita por iniciativa de imigrantes alemães em 1955. O nome Pedra da Mina é devido a nascentes que brotam próximos ao topo da montanha.


5º) Pico Agulhas Negras (2.790,94m)


Agulhas Negras - Fonte: Trilhas & Viagens



Minha primeira vez no Agulhas Negras...


A quinta montanha mais alta do Brasil localiza-se no parque mais antigo do Brasil, fundado em 1937: Parque Nacional do Itatiaia, que fica na divisa entre os Estados de Minas Gerais (Bocaina de Minas e Itamonte) e Rio de Janeiro (Resende e Itatiaia) e faz parte da Serra da Mantiqueira.


Tentativas de alcance ao cume sem sucesso ocorreram em 1856, por Franklin Massena, 1878, por André Rebouças, e em 1898 por Horácio de Carvalho. Somente em 1919 o cume foi alcançado por Carlos Spierling e Osvaldo Leal.


Devido à formação rochosa alcalina de cor escura com formatos pontiagudos e enfileirados, o nome Agulhas Negras foi dado a esta linda e majestosa montanha.


6º) Pico do Cristal (2.769,05m)


Pico Cristal (Fonte: Wikipedia)


O Pico do Cristal fica no Parque Nacional do Caparaó, que fica na divisa entre Espírito Santo e Minas Gerais. É a montanha mais alta localizada inteiramente dentro do Estado de Minas Gerais, já que as demais fazem fronteira entre Estados.




Possui esta denominação devido sua formação rochosa: cristais de quartzo. Seu solo é rochoso e seco, e a vegetação é formada por bromélias e lírios sobre este solo.


7º) Monte Roraima (2.734,05m)


Monte Roraima. (Fonte: Casal Nômade)


Situado na tríplice fronteira entre o Brasil (Roraima), Venezuela (Bolivar, município de Gran Sabana) e Guiana (conselho de vizinhança de Mazarauni/Lower Berbice Essequibo), o Monte Roraima tem beleza ímpar: constitui um tepui, monte em formato de mesa, típico do Planalto das Guianas. Sua formação rochosa tem idade estimada em 2 milhões de anos. É protegido pelo Parque Nacional do Monte Roraima no Brasil e pelo Parque Nacional Canaima na Venezuela. Foi escalado pela primeira vez em 1884 pelo botânico inglês Everard Im Thurm.


8º) Morro do Couto (2.680m)


Morro do Couto. (Fonte: Trilhando Montanhas)



Do cume do Couto temos uma visão privilegiada do Parque Nacional Itatiaia


O Morro do Couto fica no Parque Nacional do Itatiaia, e é o segundo maior pico do parque, atrás do Agulhas Negras. Do seu cume temos uma visão privilegiada, com vista de 360 graus do Parque Nacional do Itatiaia e seus arredores. É o segundo maior pico do Rio de Janeiro. Seu nome vem dos tempos de escravos, que utilizavam o morro para acoitar-se (esconder-se)


9º) Pedra do Sino - Itatiaia (2.670m)


Pedra do Sino/Itatiaia. (Fonte: Wikloc)


Montanha localizada no lado do Estado de Minas Gerais, dentro do Parque Nacional do Itatiaia, na Serra da Mantiqueira. Devido às formas arredondadas em seu topo, a montanha foi chamada de Sino, como se tivesse um sino sobreposto ao platô.




10º) Pico 3 Estados (2.665m)


Tripé de Ferro no cume do Pico dos Três Estados. (Fonte: site Minas Gerais)


Pico dos Três Estados. (Fonte: site Minas Gerais)


Pertencente à Serra da Mantiqueira, o cume do Pico dos Três Estados divide os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e nele existe um pequeno tripé de ferro, que simboliza a divisa destes três Estados.


Eu com o livro do Pico Três Estados, concluindo a fase final da Travessia Serra Fina (fiz em 2 dias e algumas horas! )


Curtiu este tema?


Aguarde pois virão mais posts com as demais Montanhas do Brasil! :)


Bibliografia e links interessantes:


http://inot.org.br/conhecendo-a-serra-do-espinhaco/


https://geoverdade.com/2018/08/28/espirogenese/

https://www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2016/02/ibge-atualiza-altura-de-pontos-culminantes-pico-da-neblina-cresce-3366/


https://www.youtube.com/watch?v=gW-0TTBVM8Y


https://www.youtube.com/watch?v=6yR75WiZGBA


https://pt.wikipedia.org/wiki/

https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/15275-geociencias-ibge-reve-as-altitudes-de-sete-pontos-culminantes


https://www.altocaparao.mg.gov.br/pico-da-bandeira.html


https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/montanhas.htm#:~:text=Alguns%20estudiosos%20consideram%20que%20no,tipo%20de%20forma%C3%A7%C3%A3o%20no%20Brasil.


http://plataforma-montanhas.rio20.net/2011/12/24/definicao-instituto-brasileiro-de-geografia-estatistica-links-importantes/#:~:text=%2D%20Morro%3A%20Eleva%C3%A7%C3%A3o%20natural%20do%20terreno,Serra%3A%20Cadeia%20de%20montanhas.&text=%2D%20Pico%3A%20Ponto%20mais%20elevado%20de,um%20morro%2C%20montanha%20ou%20serra.


https://www.ofitexto.com.br/comunitexto/geomorfologia-formas-de-relevo-part-2/


https://www.icmbio.gov.br/parnacaparao/


https://blogdescalada.com/quais-sao-as-11-montanhas-mais-altas-do-brasil-incluindo-a-extraoficial/


https://tudogeo.com.br/2019/12/11/afinal-o-brasil-tem-montanhas-ou-nao/


https://blogdescalada.com/por-que-escalar-uma-montanha-respostas-filosoficas-a-respeito-de-uma-questao-antiga/#:~:text=Ambientes%20de%20montanha%2C%20notoriamente%2C%20s%C3%A3o,exposi%C3%A7%C3%A3o%20a%20riscos%20supostamente%20desnecess%C3%A1rios.


https://pt.wikipedia.org/wiki/Proemin%C3%AAncia_topogr%C3%A1fica


https://altamontanha.com/o-que-faz-um...


https://www.youtube.com/watch?v=AwbYY-MqSe4


https://altamontanha.com/o-que-faz-uma-montanha-ser-uma-montanha-o-indice-de-dominancia/


https://blogdescalada.com/entendendo-a-proeminencia-topografica-das-montanhas-voce-sabe-o-que-e/


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo